quinta-feira, 18 de outubro de 2007

Para chegar chegando, referencio o Irmão Malcolm X, em si só, uma rebeldia poética, sempre a nos lembrar: África! One People! One Love!!

.
Malcolm disse

O tempo da crença de combater a brutalidade com a não-violência já passou, meu branco
Parágrafo único: ser não-violento somente com quem é não-violento com você

Quando me apontarem na realidade um racista não-violento
Quando me apontarem na realidade um segregacionista não-violento
Só, então, poderei tornar-me também um não-violento
Mas não queira ensinar-me a ser não-violento até ensinar seu feitor a ser não-violento
Você nunca viu um feitor não-violento
É muito difícil para alguém inteligente ser não-violento
Todas as coisas no universo reagem à violência
Exceto esses brutos, homens cordiais e submissos
Sempre a dizer:
“bata-me, meu amo, pois devo estar merecendo”

*Poema do meu livro Gramática da Ira, em negociação para lançamento nacional em 2008.

Nelson Maca - Blackitude.BA

6 comentários:

Genival Oliveira disse...

Salve Professor!
"...A chama da liberdade se renova..." (GOG)

Nelson Maca disse...

Êa, GOG, primeira visita, mon, primeira postagem, primeiro comentário, irmão. Então, começamos excelente; começamos com o axé do poeta do RAPE: Ritmo Amor Poesia e Enfrentamento.
Nossa rebeldia é canalizada!!

One Love - Nelson Maca

Luça disse...

Muito positivo manter vivo este grande ser que é Malcolm

Ana Cristina disse...

Estive por aqui. Achei que o blog ficou muito legal. Vida longa.

AnaC

Ana Cristina disse...

Estive por aqui. Achei que o blog ficou muito legal. Vida longa.

AnaC

Blequimobiu disse...

Falta 30 dias para 1 ano, vai ter festa? posso dar de presente um layout novo caso queira.

Abs!