terça-feira, 11 de novembro de 2008

Vox Sambou e Diegal: Conexão Bahia - Haiti

.
.
"Vox Sambou e Diegal: Do Haiti para Salvador"

Começamos aqui, hoje, uma viagem no que vai rolar no "Blackitude + Zumbi - Estratégia Quilombola". E pra começar vamos destacar nosso convidado internacional: ele é haitiano, mas mora no Canadá. Seu nome é Vox Sambou e ele, além de ter um trabalho solo, integra o grupo de rap Nomadic Massive. Em Salvador, o rapper estará acompanhado de seu parceiro Diegal, que é baixista do Nomadic Massive. No evento da Blackitude, o DJ Bandido, Irmão nosso de Salvador, estará particpando da peformance que eles farão no Pátio do ICBA, dia 23.

- Vamos lá, então?

.

Vox Sambou


Inspirado pelos ritmos do dancehall e do hip-hop, Vox Sambou começou escrevendo músicas aos 14 anos na sua cidade natal Limbé no norte do Haiti. Mais tarde, estudando em Porto-Príncipe, ele começou a se apresentar em várias universidades da capital do país.

Há alguns anos vivendo em Montreal (Canadá), onde ele se divide entre sua música (ao lado da “família” internacional Nomadic Massive) e o seu cargo de diretor da Casa de Jovens de Cote-des-Neiges (centro comunitário), Vox Sambou escolheu dar voz a suas próprias composições para jogar luz sobre as injustiças que acontecem no mundo e particularmente na sua terra natal, Haiti.

No entanto, ele sente que embora seja importante identificar as questões relativas ao problema, é igualmente urgente encontrar soluções concretas. Ao escolher se expressar na língua mais falada no Haiti, o Creole, Vox espera trazer de volta o senso de orgulho ao seu povo ao colocar sob holofotes a rica e singular herança cultural haitiana.

O seu primeiro single, “Bato” (“barco”), reconta a vida de um jovem imigrante haitiano que toma a perigosa decisão de cruzar em um barco clandestino o oceano, na travessia que separa o Haiti dos Estados Unidos. Uma vez nos Estados Unidos, o jovem rapaz se encontra face-a-face com o racismo, injustiças, sonhos dilacerados, solidão e tremenda nostalgia. O tema da canção tocou centenas de haitianos que vivem no exterior e o vídeo atraiu a atração internacional e tem exibição freqüente em várias estações de TV haitianas.

www.myspace.com/voxsambou

.


.........................................

Nomadic Massive

Nomadic Massive é um conjunto de artistas independentes de Hip-Hop com base em Montreal, Canadá, que se uniu no intuito de combinar diferentes energias e difundir sua música para além de fronteiras.

O grupo é formado por pessoas criativas que compartilham uma visão semelhante sobre a música, a vida e o desejo de viajar e de conhecer culturas mundiais através da arte. Os membros do coletivo têm trabalhado no meio artístico e social há muitos anos, como músicos, apresentadores de rádio, organizadores de eventos culturais, educadores que atuam com jovens de rua, entre outras atividades comunitárias.

.

- Por que Nomadic Massive?

Porque eles são nômades culturais, todos desenraizados desde o nascimento e agarrando-se na cultura Hip-Hop para expressar esse despedaçamento. O grupo representa uma diversidade cultural que reflete a cidade onde vive, com origens haitiana, chilena, francesa, chinesa, argentina, são-vincentina e barbadiana.

Eles fazem rap e cantam em inglês, francês, espanhol, creole haitiano e árabe. Também são nômades musicais, representando um Hip-Hop de pensamento aberto que encontra sua inspiração nas tradições do passado, combinando samplers, toca-discos e instrumentos tradicionais.

Atento às contradições do processo de globalização do Hip-Hop, o Nomadic Massive sente que é vital estar em contato com outras cenas mundo afora, a fim de compartilhar, aprender, inspirar-se e espalhar mensagens de amor, paz e entendimento universal.

www.myspace.com/nomadicmassive



Nomadic Massive é:


Lou Piensa: MC – Produtor, Waahli Aka Wyzah: MC, Vox Sambou: MC, Buttabeats: MC, Ali Sepu: Guitarrista, DJ Static: DJ - Apresentador da famosa emissora de rádio wefunk, Rawgged MC: MC, Meryem: Vocalista, Tali: Backing Vocal, MC, Jason “Blackbird” Selman: Trompetista, Poeta, HestOne: Pintor

.




Concertos Importantes

Abertura do show de Wyclef Jean
Abertura do show de Guru e Jazzmatazz
Festival de Hip Hop Global
Festival Vendredis Hip Hop
Power in numbers / Com Soul Jazz Orchestra
Festival do mundo árabe
49ª Parada da Universidade Ryerson /Com Boys Night Out
Festival Indie Unlimited
Parque Almendares/ Havana, Cuba
2º simpósio do Hip Hop cubano / Havana
Festival urbano de Trois Rivieres
Temporada de cinco apresentações mensais no Café Campus
Festival Vozes das Américas
Festival Mathieu Da Costa
Festival Revolução 06
Concerto com Foreign Beggars (UK) e Wildchild (USA)
Abertura do show de Nappy Roots e Mari Ben Ari
Nomadic Massive unplugged
Festival das músicas do mundo Le Beat
Festival Victor Jará
Festival de Hip Hop Cubano / Havana

Foto 1- Vox Sambou + Diegal
Video1-Lakay -Vox Sambou
Foto 2- Nomadic Massive
Video 2- "Sad But True": Nomadic Massive

(videos from yutube / releases e fotos - DIVULGAÇÂO)

.

5 comentários:

Walter disse...

Firmezza ttottal my brother Nelson.
Estou inaugurando meu LemonBlog, e logo, logo, teremos Fanzines de novo na área.
Estou reestruturando aos poucos...
Tamu looonge + Tamujuntuzzz !!!
Muiiito loko os videos e o trampo do Vox Sambou, Diegal e Nomads.
Ótima matéria, brother.
1 Lemon-Abração í muita PAZ aê, Irmão Guerreiro.
Té +...

Blequimobiu disse...

Vai ser foda...

Opanijé disse...

só corrigindo: é www.myspace.com/voxsambou e www.myspace.com/normadicmassive

nelson Maca disse...

Walter Limonada,
é isso, mesmo, gente boa!
Tamo junto e acompanhando sempre teu corre, parceiro.

Tamo longe, mas tamo junto!

Blequimobiu,
tem que ser foda, né, mon!
Lutamos sempre pra isso, não é?

Vamo que vamo...

Valeu, o toque,
Lázaro Opanijé,
já cancertei lá!
Qualquer coisa, liga nóis! r(srsrsrsrs)

Nelson Maca -
em Estratégia Quilombola

Nosso Haiti é Aqui!

João Paulo Santos disse...

A bruxa, muita força nesse laço conectivo!