sábado, 28 de junho de 2008

Gramática da Ira

.

Uma questão de honra!

Ainda em 2008, sai o livro


Gramática da Ira

universal, global, pessoal, local
tanto faz!

a ordem dos fatores não vão, nunca,
alterar o produto que é fruto do meu
Movimento!

ligô, negão!?
quem não teme, não treme!!



Nelson Maca
a caminho de Palmares

um negro que incomoda!

nem marginal!
nem periférico!

Conscientemente
Preto!!

Livremente
Divergente!!
.

Gramática da Ira
- de Nelson Maca

havia lama na rua
de quando em quando
um corpo cadáver encalhado na vala

o espetáculo que a história oferece

restos e gestos do sim
alimentos recicláveis
bonecas sem pernas carros sem rodas
arqueólogo das sobras
as esmolas
o não

pretinho maltrapilho
com as manchas sujas da vida
sem saber nem por que
nas suturas das fraturas
cresci

eu na pilha
você na mira
não vê o que foi feito de mim

pena sangrenta
Gramática da Ira
meu rabisco mortal
vai foder tua lira

.

4 comentários:

Blequimobiu disse...

muito da última linha... hehehheheh!

Luciana Matias & Aspri RBF disse...

Valeu novamente,Maca.Estou voltando á assiduidade por aqui,por questões de tempos internos,digamos assim,mas to voltando com a força das águas doces,se é que me entende...(risos)Axé!

[denise abramo] disse...

eu quero!
qdo é o lançamento?
quem sabe eu até consiga ir conhecer a boa e velha bahia!...
::

Nelson Maca disse...

Denise,
penso em novembro...
Vamos ver...

Luciana-Aspri,
tamo sempre junto, certo?

Rangel,
valeu...

Nelson Maca